Sobre

Meu nome é Helen Waldemarin, sou oceanógrafa, e trabalho com licenciamento ambiental. O Fernando, meu marido, é engenheiro eletricista e já tinha 4 filhos quando nos casamos. Atualmente os 4 são adultos.

Juntos, tivemos a bênção de trazer ao mundo, ao mesmo tempo, em maio de 2009, a Maria, a Clara e o Francisco.

E ai começou de verdade nossa aventura!

Tivemos (e ainda temos) muitos desafios com a maternidade/paternidade de trigêmeos, com os quais tivemos que aprender a lidar. Com viagens não foi diferente… Com o tempo fomos experimentando, e ousando, cada dia um pouco mais, viajando pra mais longe e para destinos mais diferentes. Descobrindo que é possível, e muito mais… Que é incrível apresentar e descobrir as coisas com nossos filhotes! Cada experiência, por pequena, que seja, é sempre maravilhosa, para todos nós!

dscn0024
Eu, Fernando e nosso trio no Parque Nacional Nahuel Huapi, em Bariloche (Argentina), durante nossas férias de fevereiro de 2015

E porque Ninho de Jiripoca?

Isso na verdade, é coisa do meu pai. Quando eu e meus irmão acordávamos no final de semana, gostávamos de ir pra cama dos nossos pais (como quase todas as crianças). Nesses momentos meu pai falava que estávamos “fazendo ninho de jiripoca”. Porque ele chamava isso de ninho de jiripoca, não sei (invenção do meu pai, como tantas outras…). Mas amávamos esses momentos!

E levei isso pra nossa família. Como o dia a dia é corrido, com hora pra acordar, e sair de casa, as viagens são os períodos que cultivamos com maior intensidade nossos momentos de “fazer ninho de jiripoca”, ou “jiripocar”, como as crianças falam. Adoramos ficar “aboletados” todos na mesma cama de manhã, “jiripocando”, curtindo estar juntos! Já é tradição em nossas viagens!