Cânion Fortaleza com crianças

Canion Fortaleza com crianças

Em 2016 fomos conhecer o Cânion Fortaleza com as crianças, como parte do nosso roteiro de carro pela Serra Gaúcha.

Se quiser saber mais sobre como planejar sua visita aos cânions do sul do Brasil, já passamos todas as nossas dicas nesse post.

Também contamos sobre nossas hospedagens na Serra Gaucha, Bombinhas e outros pontos da viagem, sobre as atrações que visitamos em Gramado, Canela, Nova Petrópolis e Bento Gonçalves.

O Cânion Fortaleza fica no Parque Nacional da Serra Geral, entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Como chegar

O Parque Nacional da Serra Geral está localizado a aproximadamente 25 km de Cambará do Sul. Os primeiros 16 km são por estrada asfaltada e a partir daí a estrada é de terra, com vários buracos e pedras, presas e soltas.

Nós fomos de carro próprio, que por sinal era bem baixo! Fomos bem devagar, desviando dos buracos e pedras e passando beeem devagar, quando não era possível desviar. Ou seja, com calma e paciência dá sim pra ir por conta própria, de carro.

Mas se você estiver sem carro, ou preferir ir de outra forma, em Cambará do Sul tem varias agências que fazem passeios de 4×4 pra lá.

Se estiver em Praia Grande (SC), a entrada do Parque fica a 56 km de distância, sendo 38km até Cambará do Sul e mais os 25 km de Cambará ate o Parque. A maior parte do trajeto é por estrada de terra e ainda  inclui a passagem pela Serra do Faxinal, que apesar de linda, estava com a estrada péssima quando a atravessamos. Se estiver em Praia Grande e for visitar o Fortaleza, recomendo ir com agência, assim pode aproveitar o passeio e descansar na ida e na volta, enquanto o motorista dirige. 😉

Se estiver em São José dos Ausentes, são 63 km até o Parque Nacional da Serra Geral, a maior parte por estrada de terra.

Estrada de acesso ao Cânion Fortaleza e a casa que funciona como guarita de entrada no Parque Nacional da Serra Geral

Infraestrutura

O Parque Nacional da Serra Geral tem pouquíssima, pra não dizer nenhuma, estrutura. Na entrada no Parque tem uma casa, que funciona como guarita, onde fica um fiscal que tira dúvidas sobre as trilhas, e só. Ali tinha também um banheiro, bem mais ou menos, mas que deu pra usar na emergência.

A estrada termina no estacionamento que é amplo e cercado. Ali tem algumas lixeiras, uma placa do parque e placas indicando as trilhas para visitar o Cânion Fortaleza. Na estrada tem também placa indicando as outras duas trilhas que ficam no caminho, entre a entrada do Parque e o estacionamento. Isso é tudo em termos de estrutura. Não tem outros banheiros, lanchonete, água, grades de proteção nas trilhas ou mirantes, nada. Tudo é bem “roots” mesmo. Vá preparado! Leve lanche, água, boné, protetor solar e tudo mais que puder precisar!

Estacionamento e Placa do Parque Nacional da Serra Geral

Trilhas

Nessa parte alta do Parque Nacional da Serra Geral tem três trilhas abertas a visitação: Trilha da Cachoeira do Tigre Preto, Trilha da Pedra do Segredo e Trilha do Mirante.

Mapa fortaleza-1

Trilhas do Parque Nacional da Serra Geral

A Trilha da Cachoeira do Tigre Preto e a Trilha da Pedra do Segredo ficam na estrada, entre a entrada do Parque e o estacionamento. Achamos facilmente seguindo a dica do fiscal, que informou que elas ficavam onde tivessem carros estacionados perto da estrada. Elas são uma continuidade da outra. A Trilha da Cachoeira do Tigre Preto tem aproximadamente 3km (ida e volta) e a Trilha da Pedra do Segredo é uma continuação de mais aproximadamente 500m. Ou seja, pra fazer as duas são aproximadamente 4km (ida e volta). Dessas trilhas é possível ver o Fortaleza, as quedas da Cachoeira do Tigre Preto e a Pedra do Segredo, que tem uns 5 metros de altura. Não chegamos a fazer essas trilhas, mas os blogs abaixo foram e contaram os detalhes:

Loucos por Viagem

Pé na Estrada

Mineiros na Estrada

Durante nossa visita ao Parque Nacional da Serra Geral fizemos a Trilha do Mirante e também um outro caminho, que não chega a ser uma trilha, pela borda do cânion Fortaleza, nas proximidades do estacionamento.

Borda do Cânion Fortaleza

Logo que estacionamos fomos em direção a borda do cânion. Sinceramente estava em dúvida se conseguiríamos fazer alguma das trilhas tradicionais com as crianças então, seguindo as dicas do Blog Malas e Panelas, foquei em conhecermos a borda do cânion. Fomos caminhando pelas bordas do Fortaleza, durante uns 40 minutos, nos encantando em cada ponto. Dessa área é possível ver uma cachoeira que desce pelo paredão e chegamos depois até o riacho, que dá origem a cachoeira. Ficamos realmente impressionados com a grandiosidade do Cânion Fortaleza, e tão animados que resolvemos encarar a Trilha do Mirante.

Caminho pela Borda do Cânion Fortaleza e primeira vista do Cânion

Trilha do Mirante

A Trilha do Mirante inicia no estacionamento e segue um tempo pelo plano, e depois começa a subir, subir, subir, por um caminho bem íngreme, com muitas pedras, e vistas maravilhosas do Cânion Fortaleza do lado esquerdo.

Trilha do Mirante no Cânion Fortaleza

Fomos andando no legítimo estilo “para um pouquinho, descansa um pouquinho”, brincando com as crianças, para distraídos conseguirem fazer a trilha… E fomos! Até o topo. A trilha termina em um grande platô gramado, bem alto, e que permite uma vista incrível do Cânion Fortaleza, da região, da trilha que tínhamos feito, e dá até pra ver o litoral! É estonteante de lindo, de impressionante! Não dá pra descrever! Aproveitei pra arrumar um piquenique pras crianças descansarem e reporem as energias com um lanche. Alias, essa é uma técnica que sempre usamos com as crianças em trilhas. Um piquenique de presente no final da trilha faz maravilhas! 🙂

Picnic e Vistas de tirar o fôlego no topo da Trilha do Mirante

Depois de descansarmos um pouco e babarmos muito no visual do Cânion Fortaleza, por diferentes ângulos, iniciamos o retorno, que foi bem mais tranquilo. Afinal, como diz o ditado “pra baixo todo santo ajuda”.

No total são 3km de trilha, contando ida e volta. E as crianças foram e voltaram andando, direitinho!

É muito importante ficar atento com as crianças o tempo todo, e ficar de mãos dadas ao menos em alguns trechos. Tem trechos bem próximos do paredão do cânion e não tem nenhuma proteção. Atenção mesmo!

Chegamos ao estacionamento, pegamos o carro e retornamos, felizes com a experiência incrível!

Conhecer o Cânion Fortaleza pra mim foi a realização de um sonho antigo. E a realidade foi muito melhor que a expectativa!

Veja também:

16 Respostas para “Cânion Fortaleza com crianças”

  1. Que fofuras! Pequenos e aventureiros! Amei o relato, me lembra muito minha época de escoteiro hhah! E claro, depois de adulta não deixei de gostar, to louca pra fazer como você fez e ter boas experiências =)

    1. Obrigada! Também sempre gostei desses programas e exatamente por isso acostumei as crianças desde cedo. E eles curtem muito!

  2. Eu tenho esse sonho. Quero conhecer também. Estou tentando ver uma época boa para não pegar chuva, mas que de para eu sair no trabalho . Adorei o seu relato!

    1. Obrigada Sy. Se organize sim pra ir que compensa muito!

  3. Você tem razão Helen… este é um lugar estonteante!!! Que espetáculo da natureza! Imagino, por suas palavras, a emoção que deve ter sido esta bela caminhada. Gostei muito da tática do piquenique! rsrsrs Funcionaria comigo também! eheheh

    1. Analuiza, é muito lindo mesmo! Essa técnica do picnic é infalível! Rsrsrs

  4. Não conhecia esse passeio e adorei! Fui ao Rio Grande do Sul há alguns anos e não sabia da existência desse Canion. Estou apaixonada! Muito obrigada por compartilhar essa experiência! Já coloquei na lista de desejos!
    Beijão!

    1. Obrigada Rayane. Coloque na lista sim que não vai se arrepender!

  5. […] nossa visita ao Parque Nacional da Serra Geral fizemos a Trilha do Mirante e nesse post conto detalhes sobre nossa […]

  6. Que fofura as suas crianças! E que delícia de passeio em família, nós nunca fizemos trilhas, sempre pensei que fosse muito perigoso e impróprio, mas com todo o cuidado e preparo dá sim, adorei a dica!
    Eu ainda não fui para esse lado do sul, mas já vi que a vista não deixa nada a desejar dos cânions de fora.
    Beijos.

    1. Paula, nos sempre fazemos trilhas com as crianças, até porque gostamos muito de programas de natureza! Claro que escolhemos umas mais curtas sem muitos riscos… Mas as crianças adoram!

  7. […] primeiro dia fomos conhecer o Cânion Fortaleza e o segundo dia estava reservado para o Cânion Itaimbezinho. Masssss o dia amanheceu péssimo, […]

  8. Belo post!
    Valeu pela citação. 🙂

    Um abraço.

    1. Obrigada!

  9. […] nossa visita ao Parque Nacional da Serra Geral fizemos a Trilha do Mirante e nesse post conto detalhes sobre nossa […]

Deixe uma resposta