Huaca Pucllana: conhecendo com crianças as ruínas de uma cultura pre hispânica dentro de Lima

Sitio Arqueológico Huaca Pucllana em Lima
Em nosso terceiro dia em Lima fomos conhecer as primeiras ruínas de culturas pré hispânicas em nossa viagem. Huaca Pucllana  é uma ruína de uma área cerimonial da cultura Lima, que viveu na costa central do Peru entre os anos 200 e 700 d.C.. A ruína fica localizada no bairro de Miraflores, em Lima, e foi ocupada entre os anos 400 e 700 d.C.
Para saber mais sobre o roteiro de nossa viagem para Lima e Cusco clique aqui e para saber sobre nossas hospedagens, etc, clique aqui.
DCIM100GOPROGOPR0520.Huaca Pucllana, uma ruina pre-hispânica em Miraflores
Desde 1981 a área é alvo de estudos e escavações arqueológicas e é utilizada para pesquisa, estudo e turismo.
Fomos de taxi, de manhã, do hotel até Huaca Pucllana, e pagamos 6 Nuevos Soles. Na entrada compramos os ingressos para o próximo tour guiado, que começaria em meia hora. Como soubemos que tinha acabado a água na máquina que vende bebidas, me informei e fui até um bar, duas quadras de distância pra comprar água, pois o sol estava forte e o tour duraria em torno de uma hora.
Ficamos aguardando o início do tour em uma área de espera, composta por uma tenda e cadeiras plásticas. Essa área da recepção conta também com banheiros, uma lojinha de souvenirs e a máquina de bebidas. Não tem lanchonete. Aproveitei a espera para passar protetor solar em todos, pois o sol estava “de rachar”.
Na área do sítio arqueológico tem também um restaurante que serve almoço e jantar e , que dizem ter uma linda vista do sítio durante a noite, mas não chegamos a testar

DCIM100GOPROGOPR0461.

Aguardando o tour guiado na área de espera
DCIM100GOPROGOPR0463.
É importante ir preparado pra esse passeio. Levar bastante água, protetor solar e chapéu, especialmente no verão, pois ao longo do tour a área é aberta e praticamente não tem sombra. Cometemos a falha de esquecer os chapéus… Na lojinha conseguimos comprar pra mim e pro Fernando, mas não tinha infantil. Felizmente tinha um casaco das crianças na mochila, e improvisei uma proteção pro sol.

DCIM100GOPROGOPR0480.

Adaptação para proteger o trio do sol
 O tour começou, com um grupo de umas 12pessoas, e a guia foi nos levando para a visita nas ruínas explicando sobre a Cultura Lima, os costumes, sobre os usos das diversas partes das ruínas. O sol realmente estava muito forte e não foi fácil manter a atenção das crianças

DCIM100GOPROGOPR0466.

Conhecendo as ruinas

Mas o passeio é bem interessante, apesar de cansativo, em função do calor. Como o tour era em espanhol, após a explicação da guia traduzia as partes mais interessantes pras crianças, pra ajudar a prender a concentração deles.

DCIM100GOPROGOPR0506.

Subindo pra parte alta das ruínas
 Ao longo do tour existem manequins que demonstram as atividades dos Limas e tem também um local com demonstração dos cultivos de plantas e criação de animais, com alpacas e cuis (nosso porquinho da índia, que eles comem por lá). Essa parte dos animais, claro que atraiu as crianças, e felizmente era em um local com árvores, que contava com uma abençoada sombra.

DCIM100GOPROGOPR0497.

Área com alpacas e cuis em Huaca Pucllana
Achamos o passeio bem interessante, mas provavelmente em um dia mais ameno daria aproveitar bem mais, especialmente com crianças.
Após o término do tour relaxamos mais um pouquinho na tenda na entrada das ruínas e seguimos em direção a parte mais movimentada de Miraflores, a pé, pra almoçar e passear.
Como encontramos o Restaurante Bodega de La Tratoria a uma quadra de Huaca Pucllana, decidimos entrar pra almoçar e beber algo gelado.
Depois do almoço seguimos até a Av. Largo para trocar dinheiro e fomos ver os artesanatos no Indian Market e outras diversas lojas nas redondezas, e fechamos o passeio com uma volta pelo Parque Kennedy e um “repeteco” do Malecon de Miraflores.
Veja também:

13 Respostas para “Huaca Pucllana: conhecendo com crianças as ruínas de uma cultura pre hispânica dentro de Lima”

  1. […] (segunda) – tour Huaca Pucllana (fechado nas terças); almoço no Restarurante Bodega de La Tratoria (perto das ruínas); passeio […]

  2. Deve ser uma aventura para a criançada fazer esse roteiro. É uma aula que nenhum curso de história poderia oferecer a eles. Muito boas as dicas, obrigada por compartilhar.

    1. Obrigada Adrielle! Sem duvidas! Uma aula viva pra adultos e crianças! 😉

  3. Eu adoro visitar lugares que são cheios de história e de cultura. Acho sempre um aprendizado – além do turismo e da beleza. Fico imaginando o quanto isso deve ter sido enriquecedor para as crianças, apesar do calor… rs

    1. Mariana, o calor foi fogo, pra todos nós… Rsrsrs. Mas a experiência de conhecer as ruínas foi realmente incrível!

  4. Mesmo as crianças arriscando a perder a atenção, achei que elas foram super boazinhas! num sol desses, até nós ficamos meio distraídos, não é? Achei o passeio super legal ! E é uma ruína pertinho de uma cidade grande , o que é muito engraçado de pensar!

    1. Pois é Aninha, ela é dentro de Lima. Incrível, né? E as crianças ficaram bem interessadas em toda a história.

  5. Adoro esses passeios que as crianças também curte. O interessante é que a gente sempre está aprendendo com eles tb, como o que levar, etc. Aqui na Itália o pessoal é “o louco do chapéu” kkkkkk porque até nas excursões das escolas, as professoras recomendam levar uma proteção.

    1. Luciana, também sempre carregamos o chapéu… Nesse dia foi um lapso mesmo… Rsrsrs

  6. Thiago Lima Martins says: Responder

    Que oportunidade boa para a criançada ein! Ter uma verdadeira aula de história in loco não é mole não. Muito importante o guia saber prender a atenção deles. Curti.

    1. Pois é Thiago. Uma excelente oportunidade mesmo! Pra todos nós. 😉

  7. Fui a Lima em 2014 e não fazia ideia desse passeio. Muito boa a dica!

    1. Já guarda a dica pra próxima visita a Lima! 😉

Deixe uma resposta