Peru

Conhecendo as primeiras ruinas incas no City tour em Cusco

No nosso segundo dia em Cusco fizemos nosso primeiro tour por lá, o chamado City Tour.

Como expliquei nesse post optamos por contratar um guia privado para nossos passeios em Cusco e nosso roteiro foi montado junto com o guia considerando o número de dias que tínhamos disponível.

Para saber mais sobre o roteiro de nossa viagem para Lima e Cusco clique aqui e para saber sobre nossas hospedagens, etc, clique aqui.

Esse City Tour na verdade quase nada tem em comum com os tradicionais “City tour” que são feitos em outras cidades… Na verdade ele contempla as principais ruínas incas que estão localizadas dentro de Cusco, e no seu entorno próximo.

Nosso tour incluiu as seguintes atrações, nessa sequência de visitação: Qoricancha, Sacsayhuaman, Quenqo, Pukapukara e Tambomachay.

De forma geral achamos que esse foi o tour mais cansativo de todos. Em partes, provavelmente por ainda não estarmos bem adaptados a altitude, de forma que estávamos nos cansando com facilidade. Mas por outro lado, como é composto por 5 atrações, acaba ser um sai e entra do carro, que acaba sendo cansativo. Quando chegamos na terceira atração, Quenqo, as crianças já estavam meio desanimadas, e foi difícil convence-los a descer do carro… O mesmo nas outras duas atrações… Mas após começar as visitas eles se animavam, e iam bem. Mas sentavam sempre em qualquer pedrinha ou degrau que aparecia pelo caminho.

Nosso guia nos pegou no hotel no horário marcado, de manhã, e seguimos com a van até um estacionamento próximo a nossa primeira atração do dia.

Qoricancha

DCIM100GOPROG0130667.
Patio interno do Museu de Qoricancha

 

Essa atração fica no centro histórico de Cusco e portanto pode ser visitada facilmente por conta própria. Assim que chegamos compramos os ingressos (essa atração não está incluída no Boleto Turístico, que explico em seguida). Logo na entrada vimos a área onde atualmente está a Catedral de Cusco, mas onde anteriormente fora o Templo do Sol inca. Os espanhóis, ao chegarem em Cusco, destruíram as principais construções incas, especialmente aquelas de importância religiosa, e construíram igrejas católicas utilizando a sua base, que era bem sólida. Foi o caso da Catedral de Cusco.

Na parte de trás da catedral, transformada em museu, é possível ver a construção de templos incas mais secundários, dedicados a Lua, Arco Iris, Trovão, etc. As salas onde estavam situados foram mantidas pois tiveram outros usos, aproveitando a estrutura de pedra.

DCIM100GOPROGOPR0673.
A área de um dos templos menores de Qoricancha, que existia na parte atrás do Templo del Sol

 

Tem também uma maquete que mostra como era o templo originalmente. Na visita é possível também ver quadros e outras obras que mostram a simbologia inca misturada aos símbolos católicos.

DCIM100GOPROGOPR0675.
Maquete que mostra uma reconstituição de Qoricancha, em Cusco

 

Em Qoricancha tivemos nossa “primeira aula” sobre as construções incas e seus costumes, incluindo os ídolos. Infelizmente quase nenhuma peça inca sobrou pois elas eram feitas em ouro e foram derretidas pelos espanhóis para fabricação de moedas…  No final do passeio demos uma volta pela parte externa, e vimos de cima o maravilhoso jardim de Qoricacha, mas não chegamos a entrar no jardim.

DCIM100GOPROG0150692.
Vista dos jardins de Qoricancha

 

Após concluímos a visita fomos até o carro para seguirmos até a próxima atração do dia.

Sacsayhuaman

DCIM100GOPROG0240765.
Vista da área de Sacsayhuaman, em Cusco

 

Essa atração fica em Cusco, mas já fora do centro, na área do entorno próximo da cidade. No caminho nosso guia nos explicou que Cusco ainda tem muitas construções incas, que foram posteriormente utilizadas pelos espanhóis, e por isso é possível observar atualmente ainda muitas construções incas, ainda que parciais em Cusco.

Na entrada das ruinas compramos o Boleto Turistico, que contempla a entrada pra grande maioria das atrações que visitamos a partir de Cusco e outras poucas que não chegamos a visitar. É um ingresso que contem vários quadradinhos com o nome das atrações e na entrada de cada uma eles furam o quadrado correspondente. Crianças até 9 anos não precisam do Boleto (UFA!), por isso compramos 2. Os valores do Boleto Turístico e atrações que estão inclusão podem ser verificados no site do Cosictuc.

20170307_000811-01
Boleto Turistico usado por nós. O “quadrado” correspondente as atrações visitadas foi furado com furador na entrada de cada uma das atrações.

 

Sacsayhuaman era uma área inca com funções militares, mas também usada para cerimônias, e boa parte das pedras foram retiradas e usadas na construção dos prédios de Cusco após a chegada dos espanhóis. A área é muito bonita, ampla, e é possível ver mais exemplos da engenharia e arquitetura inca. Quando fomos tinham também algumas alpacas por lá o que agradou muito as crianças!

DCIM100GOPROG0220756.
Nossa família recebendo do nosso guia as explicações sobre Sacsayhuaman
DCIM100GOPROG0200741.
Clara e Maria tentando, lentamente se aproximar das alpacas…

 

DCIM100GOPROGOPR0792.
Base de uma das torres que existia em Sacsayhuaman

 

Tem também um mirante onde é possível ter uma boa vista da cidade de Cusco. Após andarmos por boa parte da área, e termos mais uma aula de arquitetura inca, voltamos pra van e seguimos até a próxima parada.

DCIM100GOPROG0230761.
Família “Ninho de Jiripoca” em Sacsayhuaman

 

DCIM100GOPROG0260785.
Mirante localizado na parte alta de Sacsayhuaman

 

Quenqo

DCIM100GOPROGOPR0819.
Área externa das ruinas de Quenqo

 

Quenqo (ou Quenko) era um centro cerimonial e continha um observatório astronômico. O centro cerimonial funcionava dentro de cavidades nas rochas e é possível entrar e visitar. Já a parte superior, que funcionava como observatório astronômico, está fechada atualmente e só pode ser vista de fora, a distância. O ingresso está incluído no Boleto Turístico e a visita nesse ponto é consideravelmente rápida.

A esquerda e no centro os acessos a área cerimonial de Quenqo, e a direita área cerimonial onde acredita-se que era feita a preparação das múmias (e/ou sacrifícios)

Pukapukara

 

DCIM100GOPROGOPR0850.
Entrada de Pukapukara

 

Puca Pukara era o nome dado a postos de controle distribuídos ao longo das diversas trilhas incas. Eles funcionavam realmente como locais de controle ao longo de todo o “império” e alguns contavam também com dormitório para pouso dos viajantes. Essa Pukapukara está localizada nas proximidades de Cusco e aparentemente tinha funções militares de “vigiar” a entrada de Cusco e também Tambomachay, a ruína que visitamos em seguida. O ingresso está incluído no Boleto Turístico.

DCIM100GOPROGOPR0851.
Ruinas de Pukapukara

 

Tambomachay

 

DCIM100GOPROG0360862.
Entrada das ruinas de Tambomachay, o Templo das Águas

 

Tambomachay aparentemente era um Templo das Águas e ainda é possível observar a forma como os incas “canalizavam” as águas para sua distribuição e os aquedutos. Sua entrada também está incluída no Boleto Turístico.

DCIM100GOPROG0370869.
Arquitetura hidráulica inca em Tambomachay

 

Ah! Na entrada das ruínas tem vários peruanos vendendo os típicos artesanatos e umas peruanas vendendo choclo, o milho graúdo peruano cozido, que é servido sem sal e com um pedaço de um queijo curado bem salgado. A técnica é comer um pedaço do milho e um pedaço do queijo junto. Eu e as crianças adoramos!

3 thoughts on “Conhecendo as primeiras ruinas incas no City tour em Cusco”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s