Roteiro de 13 dias em Portugal: Lisboa e arredores e Algarve

roteiro portugal torre belem - Roteiro de 13 dias em Portugal: Lisboa e arredores e Algarve

Planejamento

Em julho desse ano tiramos do papel um Roteiro por Portugal que foi amadurecendo e sendo adaptado por aproximadamente um ano e meio.

Uma de minhas irmãs mudou com a família (ela, meu cunhado e minha sobrinha) pra Portugal em março de 2016, e desde que ela começou a organizar a mudança sabia que mais dia menos dia nos aventuraríamos em terras portuguesas, e comecei a buscar as passagens e estudar alternativas de roteiros.

Felizmente na Black Friday de 2016 consegui tirar nossas passagens com milhas, pela TAP, em uma promoção do Smiles, e a partir daí o roteiro foi tomando forma!

Ida, no aeroporto do Rio e na chegada no aeroporto de Lisboa

É importante ressaltar alguns pontos que foram determinantes na definição do nosso roteiro:

  • Base: como o objetivo principal era curtir a família, optamos por ficar na casa da minha irmã, em São Domingos de Rana, pertinho de Cascais, na região de Lisboa. Consequentemente em vários dias fizemos bate-e-volta dali pra Lisboa e pra outras cidades das redondezas.
  • Deslocamentos: como a casa da minha irmã não é muito perto da estação de comboio (o trem português) e queríamos conhecer varias cidades nas redondezas, optamos por alugar um carro durante todo o período da viagem. Alugamos o carro pela Rent Cars, com a ajuda super eficiente do Eder Rezende, do Blog Quatro Cantos do Mundo, e foi perfeito! Retiramos e entregamos o carro no aeroporto e foi perfeito!
  • Refeições: optamos por jantar na casa da minha irmã a maioria dos dias e como alugamos casa no Algarve, usamos a mesma estratégia por lá. Para o almoço revezamos em restaurantes e lanchonetes. Ou seja, não tivemos constantes experiências gastronômicas em restaurantes (boa parte das boas experiencias gastronômicas foram proporcionadas pela minha mãe na casa da minha irmã :P).
  • Algarve: como estaríamos em Portugal no auge do verão, minha irmã é rata de praia e ainda não conhecia o Algarve, e eu me encantei com as fotos que vi de lá, decidi separar uns dias do roteiro para uma viagem com todos (nós 5 do Ninho de Jiripoca, minha irmã, meu cunhado e sobrinha, e minha mãe e meu padrasto que também estavam em Portugal quando fomos pra lá).

Considerando essas “premissas” acima, fui montando nosso roteiro, encaixando, como sempre faço, programas que agradam aos adultos e outros que agradam as crianças. Assim fica todo mundo feliz! Deixei também algumas atividades “extras” caso sobrasse tempo.

Nosso carro português

Nosso roteiro final (o executado mesmo), está descrito abaixo. Apesar dele ir do dia 1 ao dia 15, o primeiro e o último dia são referentes aos dias de chegada e saída do Brasil, por isso considero como um Roteiro de 13 dias em Portugal. Aos poucos vou fazer os posts detalhando cada atração que visitamos! Já Adianto que achamos o roteiro ótimo! Mesclando história, cultura, paisagens, praia… Ou seja dá um gostinho de tudo de bom que Portugal tem a oferecer!

Nosso roteiro incluiu um pouco das maravilhas que Portugal tem a oferecer: vistas lindas, história e arquitetura e belezas naturais

 Roteiro

  • Dia 1: vôo Rio-Lisboa pela TAP, saindo do Rio as 15:50
  • Dia 2: Chegada no aeroporto de Lisboa as 5:40. Retirada do carro e deslocamento até São Domingos de Rana. Almoço na casa da minha irmã e ida ao supermercado pra comprar os itens pras refeições, lanches pra levar nos passeios, queijos, vinhos e outras “guloseimas”
  • Dia 3: Deslocamento até Óbidos, visita a cidade, passeio pelas muralhas e almoço. Visita a Nazaré e retorno a São Domingos de Rana
  • Dia 4: LisboaOceanário de Lisboa e passeio pelo Parque das Nações
  • Dia 5: Sintra – Palácio Nacional da Pena, lanche e passeio no centrinho
  • Dia 6: Deslocamento até Lagos pelas rodovias menores, próximo ao litoral. Almoço em Vila Nova de Milfontes e vista do litoral. Visita a Fortaleza de Sagres e chegada em Lagos no final da tarde. Ida ao super mercado para abastecer nossa casa no Algarve.
  • Dia 7: LagosPraia do Camilo e passeio pelo centrinho de Lagos (área do canal) no final da tarde.
  • Dia 8: LagosPraia da Dona Ana e passeio na Ponta da Piedade no fim da tarde.
  • Dia 9: deslocamento até a Praia de Benagil (Lagoa) e passeio de barco pelas grutas de Benagil. Almoço em Armação de Pera, retorno pra Lagos com parada em Carvoeiro (passeio na passarela nas falésias).
  • Dia 10: deslocamento Lagos a São Domingos de Rana pela A2 (via rápida, pedagiada), com desvio para parada em Évora. Lanche, visita a Igreja São Francisco e Capela dos Ossos e passeio de carro pela cidade. Chegada em São Domingos de Rana no inicio da noite.
  • Dia 11: Lisboa – Praça da Figueira, Eléctrico até o Castelo São Jorge, almoço no Restaurante Encanto da Vila, Catedral da Sé, Igreja Santo Antonio de Lisboa (fica onde nasceu Santo Antonio).
  • Dia 12: Deslocamento até Mira del Aire e visita a Gruta de Mira de Aire, almoço no Restaurante Piadusa em Pia do Urso, visita a Fátima (complexo da Basílica e Capelas) e compras no Centro Comercial Fátima. (Infelizmente não conseguimos visitar a casa dos Pastorinhos pois fecha as 18h).
  • Dia 13: LisboaTorre de Belém, Confeitaria Belém, Mosteiro dos Jerônimos e Padrão do Descobrimento. Passeio a noite pela orla do centro de cascais e jantar de despedida no Flamingo Café.
  • Dia 14: CascaisPraia do Guincho, Boca do Inferno, Praia da Rainha, centro histórico de Cascais. Arrumação das malas, despedidas, deslocamento para o aeroporto, entrega do carro e embarque no vôo da TAP as 23:30.
  • Dia 15: Chegada no Rio de Janeiro as 5:30.

Dicas práticas

Algumas coisas que verificamos durante a viagem e que quero deixar registrados pra você poder se organizar melhor:

  • Os restaurantes, em geral, só servem almoço até umas 14h, especialmente nas cidades menores. Tenha isso em mente! Como tomávamos o café da manhã mais tarde, quando ficávamos com fome, muitas vezes já não encontrávamos restaurantes abertos. E aí, dá-lhe lanchinho… Pra nós isso não é um problema, até porque sempre jantávamos a noite na minha irmã. Mas se o almoço é indispensável pra você, tenha isso em mente!
  • No verão o sol se põe muito tarde! Muito tarde mesmo! Lá pelas 21h! Se por um lado isso é ótimo porque os dias ficam mais longos, por outro chegávamos bem tarde dos passeios e até tomar banho, jantar, papear um pouco, íamos dormir muuuuito tarde! Consequentemente não conseguíamos acordar cedo e os passeios começavam só no finalzinho da manhã. Nos dias em que fizemos passeio com limitação de horário, isso atrapalhou os planos e não conseguimos fazer tudo que estava programado. Foi o caso de Sintra, onde não deu tempo de visitarmos a Quinta da Regaleira e de Fátima, onde não chegamos a tempo de visitar a casa dos Pastorinhos.
  • Se for no verão, esteja atento também com a lotação dos lugares. Fizemos praticamente tudo de carro, mas em Sintra a lotação de turistas atrapalhou. Foi bem difícil achar vaga pra estacionar e pegamos um engarrafamento bem grande pra chegar no Palácio Nacional da Pena.
  • Clima: viajamos em julho, no auge do verão português. No geral pegamos dias lindos, com céu azul. No dias em Lisboa e redondezas, durante o dia estava quente, mas a noite refrescava bastante, do tipo 15-18 graus, o que corresponde a temperatura dos dias mais frios do inverno carioca! 😛 De manhã também era fresquinho. Pelo que soube esse foi um ano meio atípico por lá, mas vale conferir como está a temperatura no período em que você for, mesmo que seja no verão, pra não ser pego de surpresa. Já no Algarve estava muito (muito mesmo!) calor de dia e agradável a noite, ou seja, refrescava um pouco, mas ainda era verão.
  • Comboio: no primeiro dia em que fomos a Lisboa, pra conhecer o Oceanário de Lisboa, fomos de comboio e metro. O passeio foi agradável, mas demora bastante e a volta foi cansativa. Pegar 2 metros e um Comboio, por mais de uma hora, após andarmos muuuuito, foi bem cansativo mesmo. E os tickets não são nada baratos… Conclusão: fizemos umas contas, pesquisamos estacionamentos, e nas outras duas vezes que fomos pra Lisboa (Alfama e Belém), fomos de carro e não nos arrependemos! Achamos bem fácil andar na cidade usando o Waze e, pesquisando, encontramos estacionamentos bem localizados que apesar de não serem baratos custaram o preço equivalente as 5 passagens de comboio + metro. Então, se estiver de carro dê uma pesquisada pra ver o que compensa mais no seu caso.
  • Estradas: para quase todos os lugares existe opção de ir por estradas pedagiadas e estradas sem pedágio. O caminho pelas pedagiadas é, em geral, mais rápido e por estradas melhores, mas em alguns casos pode significar um custo significante a mais. Avalie seu caminho antes de ir para poder planejar o tempo de chegada e os gastos associados.
Ótimas estradas para explorar e dias lindos!

O que faria diferente

Agora seguem algumas coisas que teria feito diferente e que vale você avaliar antes de fechar seu roteiro:

  • teria acordado mais cedo no dia da visita a Fátima, pra sobrar mais tempo lá. Gastamos bastante tempo nas Grutas de Mira de Aire e no almoço no Restaurante Piadusa, e ficamos pouco tempo em Fátima. Se tivéssemos saído mais cedo de São Domingos de Rana, teria dado pra conhecer melhor Fátima.
  • teria acordado mais cedo no dia da visita a Sintra e após visitar o Palácio Nacional da Pena teria estacionado mais na entrada da cidade (onde tinha vaga livre) e chamado um táxi pra ir pra Quinta da Regaleira. Perdemos muito tempo tentando estacionar nas proximidades da Quinta da Regaleira e quando decidimos estacionar mais longe já não dava tempo de visitar a Quinta.
  • teria pego o passeio para as Grutas de Benagil com um barco um pouco maior na marina de Portimão ao invés do barquinho que pegamos na Praia da Benagil. Vou detalhar melhor nosso perrenguinho nesse passeio em breve.
  • teria ficado mais tempo em Portugal! Tem tanto pra conhecer, que decididamente 13 dias é muito pouco! Felizmente tenho família lá agora e, certamente, terei muitas oportunidades de explorar esse pais lindo!
Veja também:

12 Respostas para “Roteiro de 13 dias em Portugal: Lisboa e arredores e Algarve”

  1. Que viagem linda! Fiz um roteiro parecido com esse em 2013 e foi incrível! O Algarve me surpreendeu e me apaixonei por cada praia que passei! Quero muito voltar para conhecer Benagil pois não consegui fazer o passeio!
    Em relação aos horários dos restaurantes, deixei de ir a vários que eu queria conhecer por conta desse horário! Nunca tinha fome até 14h! hehehe E isso acontece em praticamente todos os lugares de praia da Europa! Tive o mesmo problema em Maiorca e na Grécia!

    1. Obrigada! Essa questão do horário de almoço é complicado, ne! De férias nunca temos muito hora pras coisas e prefiro almoçar mais tarde… Mas ai só rolava lanchinho… Mas nada grave… A gente se vira com pastel de bacalhau, pastel de nata, e por ai vai… Rsrsrs

  2. Muito completo e detalhado o roteiro, muitas dicas valiosas! <3
    A cada dia fico mais interessada em visitar Portugal, o país esta cada vez mais em evidencia.

    1. Obrigada Juliana! Se tiver oportunidade vá mesmo! Fiquei encantada com o que conheci de Portugal! E ainda tem tanto a conhecer por lá.

  3. Algarve tá mega na minha lista, você não tem noção! Só acho que não vou ter 2 semanas pra passar lá, o que é uma pena!

    1. Roberta, na verdade no Algarve ficamos só 4 dias. Foi pouco, mas deu pra aproveitar! 😉

  4. Que roteiro gostoso! Incluiu tudo o que eu mais curto em uma viagem: conhecer tudo com um carro alugado (não acho legal depender de agências), visitar praias lindas, conhecer a cultura e a arquitetura local… Muito bom mesmo! Espero visitar Portugal em breve e fazer um roteiro parecido com o seu!

    Um abraço

    1. Obrigada Flávio! Que bom que gostou! Estou as ordens quando for conhecer Portugal! Também adoramos viajar de carro alugado, sem depender de agências.

  5. Ficou ótimo esse roteiro! Muito bem explicadinho! Eu fui em Nov/16, visitei Lisboa e o Porto, mas não consegui ir ao Algarve, outra região que deve ser linda!

    1. Obrigada! Ainda precisamos conhecer o Porto! O Algarve é lindo mesmo. Tente incluir numa próxima visita a Portugal!

  6. Nossa, que roteiro detalhado, obrigada! Portugal é o país europeu que mais amo!
    E adorei o item “o que faria diferente”, criativo e funcional. Vou aplicar nos meus posts tbm. 🙂

    1. Obrigada Dalila! Amamos Portugal!

Deixe uma resposta